Como Morar No CHILE: Custos, Visto, Trabalho E Outras Informações

CONTEÚDO DESTE ARTIGO

Está pensando em mudar para o Chile? Veja este guia completo com todas as informações que você precisa saber antes de mudar para as terras chilenas!

O Brasil está passando por uma sucessão de crises econômicas e isso faz com que aumente a vontade dos cidadãos de se mudarem para outro país. A América do Sul é uma boa oportunidade e impossível não pensar no Chile.

O país tem uma cultura muito refinada, pessoa educadas, culinária incrível e paisagens estonteantes. Quem não iria gostar de morar mais próximo aos Andes, não é mesmo? Veja se vale ou não a pena e como viver no Chile.

Custo de vida médio no Chile

Antes de saber efetivamente como morar no Chile é preciso ponderar sobre o custo de vida de lá. Primeiramente, o salário mínimo fica em torno de 276.000 pesos chinelos (CLP), o que equivale próximo a 2.510 reais.

Uma pessoa sozinha costuma gastar em torno de 620 mil Pesos Chilenos ao mês, ou seja, R$3.400 aproximadamente. É uma média um pouco alta quando comparamos com a base do brasileiro.

Este valor varia de acordo com a cidade, podendo chegar a patamares maiores se desejar ficar em Santiago, por exemplo, pois é a capital do país.

Apenas o preço do aluguel pode chegar a quase R$2500, mas há a possibilidade de compartilhar uma casa, o que faz esse valor cair pela metade por pessoa.

As despesas básicas (água, energia e gás) ficam em torno de R$300 por pessoa, o que não difere tão absurdamente do Brasil, mas ainda é um pouco mais caro.

Outro ponto a ser salientado sobre viver no Chile é a respeito da alimentação. Os preços podem assustar um pouco e uma pessoa pode chegar a gastar, sozinha, cerca de R$800,00 com suprimentos.

O salário mínimo no Chile, em contrapartida, é de aproximadamente R$2400,00, sendo consideravelmente maior do que o Brasil. Mas, de modo geral, o custo de vida no Chile é maior do que no Brasil.

Documentação e visto para morar no Chile

Agora, pensando na parte prática de tudo isso, como é possível morar no Chile? Será que é muito difícil? Bem, mesmo o Chile não fazendo parte do Mercosul é possível morar lá por definitivo.

A primeira coisa a ser feita é adquirir a Residência Temporária no Chile e, para isso, é preciso entrar em contato com o Consulado Chileno no Brasil e marcar uma data. De modo geral, os documentos necessários são:

Pode haver mais documentos, sendo importante verificar com o consulado antes de comparecer ao local para fazer o seu requerimento. Já estando no Chile após um ano é possível pedir a estadia definitiva.

É necessário pedi-la com 90 dias de antecedência. Então, se o seu visto vence em Março, o requerimento deve ser feito em Janeiro.

Depois de 5 anos vivendo no Chile de forma definitiva é possível requerer a sua cidadania chilena. A documentação necessária se encontra neste link.

Oportunidades no Chile

Mas será que efetivamente vale a pena viver no Chile com um custo de vida maior do que no Brasil? É importante avaliar quais são as oportunidades no país antes de fazer essa mudança tão radical.

  • Oportunidades de trabalho

Primeiramente, é preciso comentar sobre as leis trabalhistas no Chile. Lá não existe carteira de trabalho e os funcionários fecham contratos com a empresa – como se fosse uma prestação de serviços.

Costuma-se ter, no máximo, 15 dias de férias e também não é possível vendê-las. Não há benefícios como FGTS ou 13º salário. Além disso, o trabalhador quem deve contribuir com a sua previdência (desconta-se 10% de seu salário).

Já comentamos a respeito do salário mínimo e o custo de vida, então você já consegue ter uma ideia de que viver no Chile com um salário apenas pode ser um pouco difícil, pelo menos se desejar morar na capital.

Uma possibilidade de viver no Chile com maiores condições de vida é encontrar um emprego ainda estando no Brasil. Você pode fazer isso em sites de emprego, como:

Se o seu objetivo é estudar no Chile, saiba que o país investe pesado em educação, ao contrário do Brasil. É uma ótima oportunidade para aqueles que desejam melhorar o seu currículo e aprender espanhol.

Entretanto, é preciso se planejar bastante, pois as faculdades são pagas. Na Pontificia Universidad Católica de Chile (PUC), apenas como exemplo, um semestre custa próximo a 1200 dólares. Ou seja, não é pouco.

Caso dinheiro não seja o problema ou se você tiver uma bolsa de estudos, então você pode tentar passar alguns semestres no Chile. Para isso é necessário escolher a faculdade e, então, ver individualmente quais são os trâmites.

Algumas exigem provas, outras avaliações de histórico e assim por diante. O visto para estudante é relativamente simples, precisando dos documentos básicos e ficha de antecedentes criminais.

Melhores cidades para morar no Chile

É claro que escolher a cidade onde morar no Chile é uma escolha que irá pesar muito no seu estilo de vida. O país possui diversas cidades incríveis, sendo as mais procuradas por turistas:

  • Santiago
  • Viña del Mar
  • Valdivia
  • La Serena
  • Pucón
  • Iquique
  • Antofagasta

Lembrando que quanto mais próximo da região central você ficar, maior será seu custo de vida.

Desvantagens e riscos de morar no Chile

Então, resumidamente, quais são as principais desvantagens de viver no Chile?

  • Custo de vida alto
  • Falta de leis trabalhistas
  • Ficar longe de casa

O principal gargalo é a questão do emprego e o custo de vida mais elevado no Chile.

Vantagens de morar no Chile

Mas e sobre as vantagens? Bem, há muitos benefícios em se morar no Chile, sendo eles:

  • Maior infraestrutura
  • Auxílio à população
  • Educação de extrema qualidade
  • Pessoas mais educadas
  • Menos violência
  • Lugares incríveis
  • Clima agradável
  • Passar por novas experiências

Mudar ou não para o Chile?

Ponderando os prós e contras, morar no Chile seria, sim, uma grande experiência e vale muito a pena. Entretanto, é preciso pensar sobre a questão do custo de vida.

É realmente mais elevado, porém, se você tiver as condições, sua vida realmente será diferenciada – principalmente no quesito de segurança e qualidade de vida.

O ideal é que você se organize muito bem ainda estando no Brasil, procure um emprego ou até mesmo tente uma transferência pela sua empresa. Os dias no Chile serão agradabilíssimos e você terá muitas oportunidades.

Conforme o seu espanhol for se tornando fluente será mais fácil encontrar boas vagas. Uma dica é já começar a treinar antes mesmo de sair do Brasil, isso faz toda a diferença.

Enfim, viver no Chile é uma boa opção e com certeza será uma decisão que você não irá se arrepender, mas esteja ciente do custo de vida e de como você pretende lidar com ele.

Gostou? Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

LIVRO DIGITAL GRATUITO!

Baixe agora a versão digital do livro “7 erros mais comuns dos brasileiros ao falar espanhol” e evite complicações ao falar espanhol em diversas situações!

PREENCHA E BAIXE:

O Espanhol de Verdade é escola online com marca registrada  pela SDR Digital – CNPJ 27.291.714/0001-52 – Com sede em Belo Horizonte – Minas Gerais. contato@espanholdeverdade.com.br